Banner Hibisco Roxo

Hibisco Roxo

O livro é o romance de estréia da autora nigeriana, Chimamanda Ngozi Adichie. Mistura autobiografia e ficção, traçando de forma sensível e surpreendente, um panorama social, político e religioso da Nigéria.

A protagonista do livro é Kambili que narra o seu cotidiano e como é viver em um ambiente tomado pela religiosidade extrema do pai, Eugene e como as família vai se distanciando até o desfecho do livro.

No livro vamos nos incomodar muito com as atitudes de Eugene e como isso afeta as decisões de Kambili e seu irmão Jaja. Eles tem medo de tudo, medo do pai descobrir e medo do que o pai pode fazer. Devido a religião o pai pune toda a família com violência e justifica dizendo que ama-os demais. O tema da violência doméstica é explorada em pelo menos 5 ou 6 cenas se contei direito. Causa incomodo a submissão e omissão da mãe (Beatrice) que a cada episódio vai chorando cuidar dos filhos.

Eugene é um personagem muito forme e presente o tempo todo na trama. Ele por exemplo não deixa que os filhos fiquem mais de 15 minutos com o avô (seu pai) pois ele é pagão por não ter convertido ao catolicismo. As pessoas vêem Eugene com bons olhos, pois ele sempre ajuda os mais necessitados, tem um jornal de oposição ao regime político e tem uma uma fábrica, porém dentro de casa leva tudo ao extremo e os filhos por não conhecerem outra realidade acham que é normal.

Tudo muda quando (sabe-se lá por que exatamente, não entendi essa atitude do Eugene) as crianças vão passar alguns dias na casa da tia Ifeoma, irmã de Eugene. Lá Kambili e Jaja vão testemunhar o abismo social entre as famílias e conhecer novas formas de ver a vida. Eles precisam dividir o frango em 6 pessoas enquanto que em sua casa tem a vontade. Precisam economizar na descarga pois falta água constantemente. A forma com que é narrado é muito impressionante. Kambili fica em dilema e se questiona o tempo todo.

Veja o livro agora na Amazon clicando aqui (versão papel e pdf), vira e mexe esta em promoção e já vi de graça, mas muda sempre não tem como saber sem ver.

Um personagem muito legal é o avô, Papa-Nnukwu. Lendo tive a sensação de um homem sofrido com o tempo, bem simples e que não é tão amargurado com o filho, Eugene. A relação dele com os netos podia ser bem mais agradável, mas ele faz o que pode. Tanto que dá pra ver a diferença da relação que eles tem com os filhos da tia Ifeoma.

CUIDADO SPOILERS DAQUI PRA BAIXO

Caso você esteja procurando um resumo aqui vai o que acontece de maneira rápida, sempre levando em conta que existe a colonização religiosa e cultural e ainda o extremismo religioso.

  • são muito religiosos por causa do pai e acham isso normal. o pai as vezes faz uma oração de 20 minutos antes da refeição
  • vão visitar o avô e o pai os pune
  • kambili quebra o jejum e todos apanham de cinta de Eugene
  • as crianças vão para a casa de tia Ifeoma
  • percebem a diferença social entre eles
  • kambili é provocada o tempo todo pela prima com comentários sarcásticos e irônicos
  • kambili conhece o padre Amadi por quem desenvolve uma “paixão platônica”
  • o avô passa mal e vai ficar uns dias na casa da tia
  • o pai descobre e vai buscar as crianças
  • o avô morre antes de Eugene chegar
  • Eugene é frio com relação a morte do pai e só quer saber se ele terá um enterro cristão
  • o pai pune kambili queimando seus pés com água quente em uma banheira pois ela caminhou em direção ao pecado (ao conviver com o avô e não avisá-lo)
  • kambili é punida novamente por ter um quadro do avô pintado pela prima, agressão é mais séria que ela vai ao hospital
  • mãe é agredida e perde o bebê que esteva esperando
  • mãe e filhos vão passar um tempo na casa da tia
  • a tia consegue visto para ir trabalhar nos estados unidos
  • Eugene morre envenenado pela mulher e o filho Jaja assume a culpa e vai para a prisão
  • Com a morte de Eugene elas descobrem as caridades que ele fazia e continuam fazendo e trabalham para tirar Jaja da prisão. O livro termina com a mãe “morta” por dentro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *